Home Atualidades Trabalhadores da limpeza dos hospitais públicos entram em greve

Trabalhadores da limpeza dos hospitais públicos entram em greve

Teve inicio nessa segunda (13) mais um movimento paredista dos trabalhadores terceirizados que atuam na limpeza e conservação dos hospitais públicos do Distrito Federal. A mobilização é contra a recorrente negligência dos patrões que insistem em atrasar os salários. O benefício deveria ter sido pago na terça (7) – 5º dia útil do mês.

Os empregados são ligados à empresa Ipanema e prestam serviços nos Hospitais Regionais de Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, no Hospital e Posto de Saúde de São Sebastião, e no Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB). Somente este ano, essa é a quinta vez que o benefício é atrasado.

A greve foi engrossada nesta quarta (14) pelos empregados da empresa Dinâmica, que também se encontram reféns do descaso dos patrões. Os trabalhadores atuam na limpeza e conservação dos Hospitais Regionais de Planaltina, Paranoá, Sobradinho, Asa Norte, Fundação Hemocentro de Brasília e a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs).

De acordo com o Sindserviços – sindicato que representa a categoria –, ao todo, são cerca de 1500 trabalhadores prejudicados. A entidade informa também que, até o momento, não houve posicionamento das empresas ou da Secretaria de Estado da Saúde (SES-DF), órgão responsável pelos contratos.

Os trabalhadores continuam mobilizados, realizando apenas a limpeza das áreas prioritárias das unidades hospitalares e só retornam aos postos de trabalho após o pagamento.

Fonte: CUT Brasília com informações do Sindserviços