Home Atualidades Sindicatos e movimentos reúnem-se com arcebispo de Brasília e lançam nota conjunta...

Sindicatos e movimentos reúnem-se com arcebispo de Brasília e lançam nota conjunta em defesa do direito à terra, ao teto e ao trabalho

No último domingo (13), dirigentes CUTistas e de diversos movimentos sociais ligados à luta por terra, teto e trabalho, participaram do Encontro de Diálogo promovido pela arquidiocese de Brasília e a Comissão de Justiça e Paz do Distrito Federal. O evento aconteceu na Cúria Metropolitana e foi presidido pelo arcebispo Dom Sérgio da Rocha.

Na atividade, trabalhadoras e trabalhadores expuseram os desafios e debateram sobre os problemas de cada segmento, com o intuito de construir uma pauta conjunta que fortaleça a luta por direitos e conte com o apoio efetivo da igreja.

“Nós precisamos, juntos, refletir e assumir a defesa de valores e as bandeiras que estão no coração do próprio Evangelho, como a defesa dos mais pobres, dos excluídos, dos direitos sociais, da justiça e da paz”, garantiu Dom Sérgio.

Para ampliar esse diálogo e garantir sua continuidade, os participantes lançaram uma nota conjunta que, entre outras coisas, apresenta sugestões para o enfrentamento das graves questões vividas pela classe trabalhadora do Distrito Federal.

Veja nota na íntegra:

Nota dos Movimentos Populares do Distrito Federal por Ocasião da Audiência com o Sr. Cardeal-Arcebispo de Brasília – D. Sérgio da Rocha em Encontro de Diálogos sobre os temas Terra, Teto e Trabalho

As Entidade Populares aqui presentes, representativas de vários grupos sociais de defesa de direitos da Terra, do Teto e do Trabalho, vêm por meio desta Nota expressar anseios e esperanças ao Exmo. Sr. Cardeal, ao mesmo tempo em que sugere pistas e apoios para o enfrentamento de graves questões vividas pelas classes trabalhadoras do Distrito Federal.

Vemos com grande expectativa essa atitude, adotada em conformidade com a iniciativa do Papa Francisco que vêm seguidamente se reunindo com os Movimentos Sociais e Populares.

Os Movimentos Populares têm consciência que grande parte dos problemas aqui discutidos e analisados tem notoriamente uma raiz política, fincada na matriz de exclusão social que nos afeta como setores empobrecidos pela desigualdade social. Mas, não obstante tanta violência e aflição que vivemos no dia-a-dia, anima-nos a esperança de justiça, tão bem expressa pelo Papa Francisco em final de 2014.

Anima-nos igualmente que a Igreja de Brasília, sintonizada com o Papa Francisco, repita o gesto de diálogo com os Movimentos Populares da Terra, do Trabalho e da Moradia e se abra ao chamamento que os movimentos fazem para que pastoralmente se solidarize ativamente em suas causas e suas lutas.

Assim, queremos manifestar a V. Eminência os nossos sinceros e ecumênicos votos de esperança e solidariedade ao diálogo que ora se inicia. Que esta Nota seja apenas um preâmbulo de uma longa jornada de comunicações e tratativas.

Nossa sincera gratidão ao promotor original desse diálogo – o Papa Francisco, com quem muito sabiamente V. Emª. se solidariza no gesto desta Audiência.

 

Fonte: CUT Brasília