Vigilantes pressionam e empresa Ipanema paga salário atrasado

A mobilização dos cerca de 1,5 mil vigilantes da empresa Ipanema que prestam serviços para a Secretaria de Saúde do Distrito Federal surtiu efeito e, ao meio dia desta terça-feira (15), a empresa realizou o pagamento do salário que estava em atraso desde o quinto dia útil deste mês. Os trabalhadores, que paralisaram as atividades na manhã da segunda-feira (14), deixaram claro que só retornariam aos postos de trabalho quando os vencimentos estivem na conta.

“A mobilização teve grande adesão da categoria e graças à nossa pressão, conseguimos que o pagamento fosse realizado em menos de 48h”, disse o secretário de Imprensa do Sindesv-DF ─ sindicato que representa a categoria ─ Gilmar Rodrigues.

Os vigilantes são lotados nas unidades de pronto atendimento (UPAs) e  nos hospitais regionais de Ceilândia (HRC), Brazlândia (HRBraz), Taguatinga (HRT), Samambaia (HRSam), Guará (HRGu), Sobradinho (HRS), Planaltina (HRP) e no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

Essa não é a primeira vez que a empresa é negligente com seus funcionários. No mês de julho, por exemplo, houve atrasos no pagamento dos salários e benefícios. Foi necessária muita pressão do Sindesv-DF para que o pagamento fosse efetuado.

Em nota, o Sindesv-DF cobrou respeito à categoria. “São profissionais valorosos e que, nesta pandemia, arriscam suas vidas duplamente e merecem respeito, valorização e compromisso por parte da empregadora e dos tomadores de serviços em reconhecimento aos relevantes serviços prestados”, diz trecho da nota.

Fonte: CUT-DF

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome