Basta de Censura! Sindicatos repudiam o afastamento de repórter da EBC da cobertura da Covid-19

Os Sindicatos dos Jornalistas do DF, RJ e SP , os Sindicatos dos Radialistas do DF, RJ e SP e a Comissão de Empregados da EBC repudiam mais um episódio de censura e assédio moral contra os trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação.

Na semana passada, um repórter do radiojornalismo foi retirado da cobertura do Ministério da Saúde após enviar uma pergunta à coletiva de imprensa sobre os critérios adotados para a ocupação de cargos, na pasta, por militares e empresários, sem formação médica. A pergunta sequer foi lida ou respondida durante a coletiva. A diretoria da EBC quer proibir a empresa de jornalismo de fazer jornalismo.

Os ataques diários à missão da comunicação pública brasileira pela cadeia de comando da EBC interferem diretamente no direito ao acesso à informação de toda a população e contrariam a legislação e a Constituição.

Não irão calar as vozes dos trabalhadores da EBC. Chega de censura, de assédio e de improbidade dentro da empresa pública. Durante a pandemia, a comunicação pública pode salvar vidas.

Fonte: Sindicato dos Jornalistas do DF

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome