Bombeiros Civis do DF aprovam Convenção Coletiva

Em assembleia realizada na noite dessa quarta-feira (11), os bombeiros civis do Distrito Federal aceitaram a contraproposta patronal relativa à campanha salarial da categoria e a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

A nova CCT garante reajuste salarial de 4,48%, além de reajuste de 4,28% no auxilio-alimentação, que passa de R$ 34,52 para R$ 36,00. Os valores serão pagos com retroativo nos contracheques dos meses de abril, maio e junho.

A categoria conseguiu também a inclusão da cláusula que define que quando o funcionário for chamado para fazer treinamentos ou  reuniões deverá ser recompensado com a folga/pagamento de horas extras. Além disso, todas as cláusulas do Acordo anterior foram mantidas, entre elas, a escala 12/36 sem exceder as 36 horas semanais.

De acordo com o presidente do Sindbombeiros, Felipe Araújo, apesar de importantes conquistas, as negociações foram bastante complicadas. Isso porque os patrões queriam implementar um série de retrocessos de aos trabalhadores. Entretanto, a comissão de negociação da entidade se manteve firme e não aceitou a retira de direitos.

“Quando assumimos a missão de estar a frente desse sindicato, tínhamos uma categoria completamente rachada e muito enfraquecida, no que diz respeito ao seu poder de negociação. Hoje, temos uma categoria unida e estamos conseguindo fazer com que as empresas cumpram a CCT. Além disso, estamos lutando para manter nossa aposentadoria especial e fazendo a defesa do trabalhador com ela deve ser feita”, disse Araújo.

Fonte: CUT-DF

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome