Calendário de atividades das mulheres faz esquenta para 8 de março

Dirigentes e militantes cutistas estão engajadas nas atividades preparatórias para o 8 de março. Uma série de oficinas e outras atividades já iniciaram no DF e Entorno, com o objetivo de dialogar sobre o Dia Internacional das Mulheres.

“Nas nossas conversas, lembramos que o 8 de março não é um dia para dar presentes, flores. Dar presente é uma forma de carinho. Mas o 8 de março é um dia de luta. Uma luta pela igualdade de direitos quando se fala em gênero. Para isso, a gente inicia o debate explicando a raiz do problema, que está no patriarcado, propositalmente utilizado pelo capitalismo”, explica a secretária de Mulheres da CUT-DF, Thaísa Magalhães.

Ela lembra ainda que, diante da atual conjuntura, é essencial se apropriar da importância da luta das mulheres, principais vítimas da política de desmonte do Estado, retirada de direitos, precarização dos serviços públicos e de venda do patrimômio do povo, adotada pelo governo federal e pelo governo do DF.

A raiz do problema

No último dia 15, foi realizada a primeira oficina de mulheres preparatória para o 8 de março, organizada pela Secretaria de Mulheres da CUT-DF. Com o tema 8 de março e Maria da Penha, a atividade, realizada no Sindicato dos Servidores Municipais de Águas Lindas, levou como convidada Wilma dos Reis, integrante da Marcha Mundial das Mulheres, que abordou os principais temas da lei que coibe a violência contra as mulheres.

Como dinâmica, as participantes construíram uma árvore com fichas de papel que mostravam a formatação da sociedade patriarcal. Na raiz, foram colocadas palavras como violência doméstica, subordinação e vulnerabilidade. No tronco, fundamentalismo, capitalismo e culpabilização, foram algumas das questões apontadas. Na copa da árvore, como resistência a essa estrutura, foram apontadas palavras como solidariedade, feminismo e Lei Maria da Penha.

A próxima oficina será no dia 29 de fevereiro, às 14h, no Sindicato dos Servidores Municipais de Padre Bernardo.

Já no dia 7 de março, a oficina 8 de Março e Maria da Penha será ministrada no Sindicato dos Servidores Municipais de Padre Bernardo. A atividade será às 14h.

Mais atividades

Além das ações elaboradas pela Secretaria de Mulheres da CUT-DF, uma série de atividades preparatórias para o 8 de março estão sendo realizadas por movimentos feministas, e são abertas ao público.

Uma delas é o esquenta de carnaval com as mulheres do MST. A atividade será nesta quinta 19, às 19h, no Canteiro Central (SCS Qd. 2), e contará com a apresentação das batuqueiras do Batalá, Martinha do Coco, Chinelo de Couro, discotecagem de Ju Pagú e apresentação de Sheila Campos. Os ingressos podem ser adquiridos na CUT, no Sinpro ou no Sympla a R$ 15 antecipado. O valor será destinado ao encontro de mulheres do MST, agendado para março.

No sábado 22, será realizada oficina de materiais do coletivo de mulheres da CUT. A ação será no Parque Ana Lídia, às 10h.

8 de março

No Dia Internacional das Mulheres, a concentração para o ato será às 9h, no Pavilhão do Parque da Cidade, onde estará sendo realizado o encontro de Mulheres do MST. De lá, elas seguirão em marcha até o Palácio do Buriti e, em seguida, até a Torre de TV. Lá, a atividade será encerrada com um festival de artes.

Fonte: CUT-DF

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome