Conselho Nacional de Entidades aprova calendário de lutas

Durante o Conselho Nacional de Entidades (CNE), que aconteceu nessa terça-feira (03), em CuritibaPR, 92 delegados e delegadas, representando 30 sindicatos afiliados à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), ratificaram o calendário de lutas proposto pela direção da entidade para o próximo período.

O calendário mantém a determinação de ter a categoria mobilizada o tempo todo, com o intuito de barrar os retrocessos que o atual governo tenta impor aos trabalhadores e trabalhadoras da educação.

O documento inclui ainda a realização de ato em Defesa da Educação com Lula, uma campanha em Defesa dos Serviços Públicos, da Educação Pública, pela aprovação do Novo FUNDEB com Piso e Carreira e ações nas ruas com a seguinte dinâmica:

Janeiro 2020
Dia 24
Ações com as Aposentadas e os Aposentados nas praças e ruas, dialogando sobre a importância dos Serviços Públicos para este segmento da sociedade.

Fevereiro 2020
Dia 21
Botando o Bloco na rua contra o Desgoverno Bolsonaro e em Defesa dos Serviços Públicos da educação pública, pela aprovação do Novo FUNDEB com Piso e Carreira.

Março 2020

Dia 08
Políticas públicas de proteção social para as mulheres. A CNTE se inserir nas atividades das Centrais Sindicais, diretamente da CUT e CTB.

Dia 18
Greve Geral

Dia 25
Reunião da Direção da CNTE

Dias 26 e 27
CNE-CNTE, em Brasilia

Abril 2020
Dia 23
Lançamento da 21ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública com Marcha Estadual da Ciência, junto com a SBPC e outras entidades nacionais. Tendo como foco a aprovação do Novo FUNDEB. A dinâmica da semana de 23 de abril a 1º de maio, será divulgada posteriormente.

Maio 2020
01 de Maio
Encerramento da 21ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, com a nossa participação nos atos unificados das Centrais Sindicais.

Além dessas datas, também foi deliberada a realização do 34º Congresso da CNTE para o período de 13 a 15 de janeiro de 2021.

Este CNE foi o último de 2019 e encerrou um ciclo de Conselhos realizados em Curitiba-PR. Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi mantido como preso político na sede da Polícia Federal, todas as reuniões do CNE e demais atividades da entidade foram realizadas na capital paranaense, como sinal do entendimento que a direção da CNTE tem de que a defesa educação pública passa, obrigatoriamente, pela defesa intransigente da democracia.

Fonte: CNTE

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome