Coletivo de Mulheres Trabalhadoras aprova propostas ao 14º CECUT

Reunidas nessa quinta-feira (12), mulheres trabalhadoras da CUT, que integram o Coletivo de Mulheres Trabalhadoras, discutiram e aprovaram propostas que serão encaminhadas ao 14º Congresso Estadual da CUT Brasília – CECUT, agendado para os dias 8 e 9 de novembro. O encontro traça os principais eixos de luta da Central nos próximos quatro anos.

Questões como a qualificação/formação das dirigentes sindicais; a ampliação e o fortalecimento da participação e da organização das mulheres nos sindicatos; o debate com os homens sobre as relações sociais de gênero; o debate sobre assédio moral e sexual; a construção de espaços de diálogo para as vítimas de assédio, bem como sanções progressivas para o agressor, foram algumas das propostas aprovadas pelo Coletivo.

“Infelizmente, o meio sindical ainda reflete com força o machismo, a misoginia, a violência contra a mulher. O primeiro passo a ser dado é conscientizar todos e todas sobre essa realidade, ao mesmo tempo que temos que criar mecanismos de prevenção e também sanção para quem cometer essas práticas. É importante lembrar que a democracia e a formação de uma sociedade justa jamais se concretizarão enquanto a desigualdade de gênero existir”, afirma a secretária de Mulheres da CUT Brasília, Sônia Queiroz.

Durante a reunião do Coletivo de Mulheres Trabalhadoras da CUT Brasília, ainda foi encaminhada a realização de uma plenária com todas as delegadas eleitas ao 14º CECUT. A data indicativa é 28 de setembro.

Fonte: CUT Brasília

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome