Feminicídio é tema de audiência pública na CLDF nesta terça (10)

Após a atividade, será realizado um ato em frente ao Palácio do Buriti

O enfrentamento ao feminicídio será tema de audiência pública na Câmara Legislativa do Distrito Federal nesta terça (10). De autoria dos deputados distritais Arlete Sampaio (PT-DF) e Fábio Félix (Psol), o objetivo da atividade é traçar estratégias para coibir o crime, cada vez mais crescente na capital federal. O encontro acontece às 9h30 no Plenário da Casa e será seguido por um ato em frente ao Palácio do Buriti.

A audiência contará com a presença de representantes do governo e do Poder Judiciário, especialistas, parlamentares, movimentos de mulheres, além de familiares e amigos vítimas de feminicídio em 2019.

Nas últimas semanas, o DF registrou casos feminicídios e tentativas de assassinato de mulheres praticamente todos os dias. Apenas este ano, o números de vítimas já passa de 20. De acordo com dados da Secretaria de Segurança do DF, o primeiro semestre registrou aumento de quase 80%, se comparado ao mesmo período do ano passado.

Diante desses dados alarmantes, o deputado Fábio Felix − que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos da CLDF − destaca que “são necessárias ações imediatas de enfrentamento do feminicídio no DF”. Félix também reforçou a necessidade de combater o machismo estrutural e debater uma política de mobilidade urbana que torne a cidade mais segura para as mulheres.

“A vida das mulheres não pode esperar. Precisamos unir esforços para viabilizar um programa de medidas emergenciais e que atendam às necessidades das mulheres vítimas de violência”, completou.

Já a distrital Arlete Sampaio apontou que as mulheres têm vivido em situação de insegurança dentro e fora de casa. “Essa é uma situação extremamente grave. Não podemos continuar convivendo com esse absurdo. Não temos visto, por parte do GDF, nenhuma atitude concreta no sentido de contribuir para a redução desses casos”, alertou.

Ao final da audiência, serão apresentados os encaminhamentos para consolidação do Plano de Enfrentamento ao Feminicídio no DF. Projetos de Lei, parcerias com organizações da sociedade civil, fortalecimento da rede de apoio e de proteção de mulheres e outras, são ações previstas no programa.

Fonte: CUT Brasília com informações da assessoria de imprensa do dep. Fábio Félix 

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome