Sinpro : 40 anos de um verdadeiro sindicalismo

No dia 14 de março de 1979, a Associação Profissional dos Professores do DF recebeu do Ministério do Trabalho a denominação de sindicato. Tratava-se da consolidação de uma luta iniciada em 1960, quando então nascia a primeira organização representativa dos educadores da recém fundada capital federal, a APPDF.

Mesmo tendo acabado de nascer, o Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) já havia sido forjado na luta. Desde o início, sua combatividade e autonomia se fizeram notar nos embates locais e nacionais e, principalmente, na defesa de uma escola pública, gratuita e de qualidade para todos.

Sua representatividade era tamanha que, em apenas dois meses após sua criação, o sindicato sofreu uma intervenção federal militar, com a destituição da diretoria e instauração de uma junta interventora. Uma eleição e posse da nova direção só aconteceu nove meses depois.

Desde então, o Sinpro segue firme na construção de um movimento sindical alicerçado na base, que funciona como um sindicalismo de massa, classista e democrático. Seu lugar de representatividade está marcado em cada conquista angariada pelos professores e professoras do DF.

Leia também: CLDF realiza sessão solene em homenagem aos 40 anos do Sinpro

Se a data é de comemoração, também é de arrojo. Pois o Sinpro colhe louros num momento delicado das conjunturas política e econômica do país. Por um lado, a reforma trabalhista derruba direitos essenciais da classe trabalhadora e sucateia as relações de trabalho. Por outro, a ameaça iminente de uma reforma da Previdência que retira o direito da aposentadoria. E, como se não bastasse, uma mordaça sinistra paira sobre a educação brasileira, norteada por um conservadorismo que cerceia as liberdades individuais e coíbe a construção do pensamento crítico nas escolas.

Portanto, mais do que nunca, sindicatos como o Sinpro são primordiais na defesa dos trabalhadores e trabalhadoras. E o conceito que fazemos dessa trajetória, ao longo desses 40 anos, é o de respeito por essa entidade de classe que extrapola a representação de uma categoria e vai além na defesa de toda uma sociedade e do país.

Parabéns ao Sindicato dos Professores no Distrito Federal! Parabéns ao DF por ter um sindicato assim!

Fonte: CUT Brasília

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome