Coletivo LGBT reafirma resistência para o próximo período

Com o avanço do conservadorismo e dos retrocessos sociais ─ decorrente da eleição do presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro (PSL) ─, vários grupos se organizam para buscar a melhor forma de enfrentamento e defesa de seus direitos. Nesse sentido, o Coletivo LGBTI da CUT Brasília reuniu-se no sábado, 23 de fevereiro, e definiu uma série de ações que nortearão o próximo período.

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome