Funcionalismo público pressiona e prefeito de Padre Bernardo cede

Foi necessária uma ameaça de greve para que a prefeitura de Padre Bernardo ― cidade que fica no entorno do DF – recuasse e atendesse as reivindicações do funcionalismo público do município. O acordo foi firmado em reunião com representantes do SINDSERPB – sindicato que representa a categoria –, realizada nessa sexta (29).

De acordo com a presidenta da entidade, Leandra Rezende, agora, a diretoria do SINDSERPB se reunirá para decidir uma data para apresentação da proposta do governo à categoria.

Entre as pendências do governo com a categoria estavam o descumprimento do Plano de Cargos, Carreiras e Salários desde sua aprovação, em 2011; o não pagamento do adicional de insalubridade aos servidores que têm direito; e o atraso no pagamento dos servidores da Educação que, assim como os outros servidores da categoria, por lei orgânica, devem receber até o 5º dia do mês. Segundo o SINDSERPB, todos os valores serão acertados no próximo mês, com exceção do Piso Nacional de Educação.

“O próximo passo é intensificar o trabalho de conscientização da base para que os servidores estejam cada vez mais conscientes dos ataques que estão sofrendo por parte do governo. É preciso que a categoria entenda que a unidade é essencial para vencermos os embates travados”, explica Leandra.

Fonte: CUT Brasília

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome