Sem salários, vigilantes cruzam os braços

Os vigilantes da empresa Ipanema, que prestam serviço na Secretaria de Saúde (Hospitais, Postos de Saúde e UPAS), iniciaram a manhã desta quarta (11) com paralisação. A mobilização, que atinge os principais postos de trabalho, é uma resposta à negligência dos patrões que, mais uma vez, atrasaram o pagamento dos salários dos trabalhadores.

De acordo com o Sindesv-DF ― entidade que representa a categoria ―, os rendimentos deveriam ter sido quitados na sexta (6), quinto dia útil do mês. No entanto, até o momento, a empresa não deu qualquer posicionamento sobre a questão. Diante desse impasse, o sindicato tem tentado inúmeras formas de negociações para solucionar o problema.

“A nossa intenção é manter a paralisação até que a empresa efetue o pagamento dos vencimentos. Não iremos aceitar esse desrespeito com os trabalhadores e suas famílias. O Sindesv-DF estará à frente das negociações e não medirá esforços para trazer uma solução favorável aos vigilantes”, disse diretor do Sindesv-DF, Roberto Miguel.

Fonte: CUT Brasília

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome