Mulheres CUTistas discutem carência de políticas públicas voltadas ao gênero

O Coletivo de Mulheres Trabalhadoras da CUT Brasília intensificará as discussões sobre o Plano Distrital de Políticas para as Mulheres e impulsionará a realização de atividades concretas na Casa da Mulher Brasileira, na 601 Norte. As ações foram deliberadas em reunião realizada nesta quarta (13).

Em relação ao Plano Distrital, a ideia é que, antes, seja analisado o documento da CUT, deliberado no último Congresso Extraordinário, que tirou proposições para melhoria das políticas públicas voltadas às mulheres. A partir dele, serão tiradas propostas para serem levadas ao debate. Além disso, o grupo irá cobrar que as sugestões sejam implementadas.

Já sobre a Casa da Mulher, espaço utilizado para atendimento e orientação a mulheres em situação de vulnerabilidade, a proposta é que as trabalhadoras CUTistas utilizem a instalação para realização de atividades que, sobretudo, sejam voltadas à politização.

“O Plano Nacional não foi implementado por conta do golpe. Por isso, debatemos aqui a necessidade de se ter um documento de políticas para as mulheres, mesmo que seja no âmbito distrital. Iremos intensificar a luta também para que o plano não fique apenas no papel, mas que seja implementado”, disse a secretária de Mulheres da CUT Brasília, Sônia Queiroz.

Um novo encontro, ainda sem data definida, debaterá de forma mais ampla o tema e avaliará a participação das mulheres CUTistas na Conferência das Cidades, evento que ocorre este ano e debaterá as necessidades de cada município.

Fonte: CUT Brasília

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome