Mulheres Sem Terra ocupam Superintendência do Incra em Brasília

A ação faz parte da Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra e busca denunciar a violência contra as mulheres, o agronegócio e a perca de direitos

Na manhã desta quinta (8), cerca de 200 mulheres do Movimento Sem Terra ocuparam a superintendência regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Brasília, Distrito Federal.

A ação faz parte da Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra e busca denunciar a violência contra as mulheres, o agronegócio e a perca de direitos.

A ocupação, que ocorreu nas primeiras horas da manhã, busca também pressionar o órgão para atender as demandas de acampamentos e assentamentos do MST na região. As mulheres Sem Terra denunciam o descaso da atual presidência, ocupada pelo superintendente Igor Soares Lélis, com os acampamentos. Atualmente, são 2 mil famílias acampadas que lutam pela terra.

Chamam atenção para o estado de abandono de vários assentamentos, como o Egídio Brunetto, em Flores-GO, José Ribamar, em Unaí-MG e Oziel Alves III, em Planaltina-DF. Nestes, há a falta de infraestrutura mínima (água, luz, estrada e moradia) além de dificuldades na produção e comercialização de alimentos. Ademais, reivindicam escolas do campo para os assentamentos e postos de saúde, evitando que as famílias tenham que se deslocar grandes distâncias para estudarem e receberem atendimento médico.

Conforme explica Bárbara Loureiro, a ação se articula com diversas outras que ocorrem em todo o país. “Em todo o Brasil o MST está realizando ocupações, bloqueios de estrada, marchas e várias outras mobilizações, denunciando a violência contra a mulher, combatendo o agronegócio e todos os seus perigos, além de lutar contra este governo golpista que hoje preside o Brasil”, afirma Loureiro.

Para a dirigente, a Jornada Nacional demonstra o papel central que tem a mulher na luta por uma sociedade melhor. “As mulheres tem um papel protagonista na busca pela transformação social, e neste período de ataque à democracia, precisamos lutar mais ainda para estarmos na política, na economia e em qualquer lugar que desejarmos”, finaliza a Sem Terra.

WhatsApp Image 2018-03-08 at 10.20.15 (2).jpeg
Divulgação/MST

Indicação de superintendente fez parte de manobra política

Igor Soares Lélis foi nomeado superintendente regional do INCRA em 11 de outubro do ano passado. Filho do ex-secretário de Agricultura do DF, Aguinaldo Lélis, sua nomeação fez parte de uma manobra política do Deputado Federal Izalci Nunes (PSDB-DF) para ampliar sua base de sustentação. Ele assumiu no lugar de Marco Aurélio Bezerra da Rocha.

Jornada Nacional das Mulheres Sem Terra

A Jornada Nacional das Mulheres Sem Terra acontece entre 3 e 20 de março, em todo país. No entanto, o dia 8 é a data que concentra mais ações, devido ao Dia Internacional da Mulher. Historicamente, diversas ações marcaram a Jornada, como a ocupação da Aracruz Celulose, 2006, em Porto Alegre, RS.

Sandra Catanhede, da direção estadual do MST, destaca a importância da Jornada. “Em um país tão violento para as mulheres, como o Brasil, é fundamental denunciarmos a violência e o feminicídio”.

Fonte: MST

Deixe um comentário:

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome